Casar em agosto traz desgosto?

Será que dá certo casar em agosto? Ou será que é bom casar em agosto?

Conhecido como o mês do cachorro-louco, agosto é carregado dessa áurea mítica de ser azarado. Foi durante esse mês que aconteceram algumas das piores tragédias históricas, as duas Grandes Guerras Mundiais por exemplo.

Aqui no Brasil, muito dessa tradição é fruto de um costume português bem antigo, da época das Grandes Navegações. As mulheres portuguesas não se casavam nesse mês, pois era quando os navios das expedições saiam à procura de novas terras. Isto é, casar em agosto significava ficar só, sem lua-de-mel e até mesmo viúva.

A noiva, Fernanda Coronato, não pensou duas vezes em adiar a data do casamento. “A reforma do meu apartamento terminaria em agosto, então, seria o mês certinho para que eu casasse, mas nem cogitei! Agosto não é um mês legal, preferi deixar para outubro”.

As expedições portuguesas já acabaram há muito tempo, mas as superstições ainda pairam por aí. Para se ter idéia, algumas igrejas já se programam esperando a diminuição do número de casamentos. “Algumas até tiram ’férias’ em agosto. Um exemplo é a Igreja São José no Jardim Europa” afirma a consultora de casamentos da Marriages, Márcia Possik.

O que pode ser um pesadelo para algumas noivas, para outras, casar em agosto pode ser a solução. Se você esta pensando em casar ainda nesse mês ou pretende fazer planos para o futuro, é bom saber que é uma ótima opção para quem quer economizar no casório. “Percebemos uma negociação mais fácil para noivas que optam por essa época” diz Márcia, que garante às não-supersticiosas o mês de agosto, ótimo para pechinchar e conseguir um desconto.

No Buffet Adelina, as promoções chegam a 15% de desconto, “a idéia é atrair as noivas para realizarem os casamentos em agosto, pois é um mês muito difícil, temos uma queda de quase 90% dos casamentos”, diz a assessora Marli Rezende.

A psicóloga Fernanda Lopes aproveitou todas essas oportunidades. “No mês de agosto comemoro meu aniversário de namoro e noivado, o casamento não poderia ser em outro mês. Foi perfeito!”. Mesmo sendo supersticiosa, Fernanda não se deixou levar pelo mito do desgosto e ainda dá uma dica para as medrosas. “Desencane e case!”

Por Juliana Arruda.

FONTE

Musica para Casamento

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>